Check-in em hotéis: 3 dicas de como otimizar esse processo

Check-in em hotéis: 3 dicas de como otimizar esse processo

O check-in faz parte do primeiro contato físico entre hotel e cliente, portanto precisa ser eficaz. Conheça nossas 3 dicas para melhorar o check-in em hotéis!

Quando os hóspedes chegam ao hotel, o procedimento de check-in é obrigatório para todos, porém, isso não significa que ele precisa ser complicado ou burocrático. Quem nunca ficou preso mais tempo do que gostaria para finalizar o cadastro?

O check-in é quase como um cartão de visitas da experiência do hotel. Portanto, se ele for rápido e eficaz, maiores são as chances de ganhar alguns pontos com os clientes.

É na chegada que ocorre o primeiro contato “físico” entre o hotel e seus clientes (lembre-se que a experiência começa lá no processo de venda!).É fundamental estabelecer padrões de atendimento na recepção que sejam condizentes com todo o conforto que o hóspede espera encontrar.

Otimizar o processo de check-in do hotel não se trata apenas de pedir agilidade dos colaboradores. Na maioria dos casos, o gargalo é motivo de problemas estruturais ou falta de tecnologia apropriada.

Para auxiliar você a descobrir formas de otimizar o check-in do seu hotel, separamos 3 ideias que estão sendo aplicadas em diversos lugares do mundo para transformar a chegada dos hóspedes em algo cada vez mais confortável. Boa leitura!

3 dicas de como otimizar o check-in do seu hotel e melhorar a experiência do cliente

Check-In automatizado: rapidez e a oferta certa para cada um

Os dados captados por softwares inteligentes, como o PMS e o motor de reservas, permitem que outros sistemas conectados usufruam das informações dos clientes. Com os dados em mãos, um sistema automatizado pode se antecipar a cada detalhe do processo de venda e check-in.

Isso permite 2 coisas muito interessantes:

  1. Automatizar o check-in com dados;
  2. Oferecer ofertas precisas, hipersegmentadas e que vão impactar melhor os clientes.

O sistema de check-in automatizado se apresenta como uma das soluções que trazem mais praticidade para os clientes, como a possibilidade de fazer o cadastro antes mesmo de chegar ao hotel.

Esse procedimento economiza muito tempo (do cliente e da recepção) e gera conforto, principalmente para quem fez uma longa viagem e só quer descansar um pouco.

Esta é a primeiro das três dicas, porém, já vamos adiantar um segredo: a tecnologia se tornou fundamental para o sucesso na hotelaria. Ela agiliza processos, gera dados estratégicos e melhora a qualidade de trabalho das equipes.

Qualquer hora e em qualquer lugar

Se o sistema de check-in automatizado permite o cadastro remoto, não precisamos nem falar sobre a importância de manter o processo acessível a qualquer momento.

Esse tipo de facilidade é quase indissociável de uma política de check-in automatizado. Afinal, praticidade não é apenas fazer as coisas em qualquer lugar, mas também a qualquer momento.

Essa função é muito positiva para os hotéis, principalmente quando turistas viajam de avião e, muitas vezes, sofrem com alterações em seus horários de vôo. O check-in remoto é ideal para evitar constrangimentos como sinalizar no show e dar de cara com o hóspede minutos depois.

Como os hotéis sofrem com o controle da chegada de horários, a melhor solução para não perder clientes é flexibilizar o processo e torná-lo mais adequado à realidade do hóspede.

Autoatendimento para agilizar o Check-In no Hotel

Da mesma forma que os bancos criaram os caixas eletrônicos para agilizar processos simples como saques e depósitos, os hotéis mais modernos estão implementando terminais de autoatendimento para o check-in.

Esse tipo de inovação traz um aspecto moderno para o hotel e impressiona muitos clientes, principalmente os amantes da tecnologia. Além do fator modernidade, a praticidade trazida pelo uso de um totem para self check-in é um grande diferencial, ainda mais em momentos de grande movimento na recepção.

O uso desse tipo de totem também permite alguns procedimentos para otimizar o atendimento, como direcionar os clientes mais velhos (e que em certos casos sentem dificuldades para manejar tecnologia) para a recepção com prioridade. Enquanto isso, outro profissional pode auxiliar os hóspedes a utilizar o totem e agilizar sua entrada no hotel.

Além do check-in, os totens de autoatendimento podem reprogramar chaves de quarto e permitem que o hóspede revise sua reserva, tudo isso sem precisar da ajuda dos recepcionistas.

 

A tecnologia é a grande amiga do check-in rápido e sem complicações. Atualmente, as soluções digitais disponíveis para a hotelaria estão trazendo uma verdadeira revolução para a forma de se vender as diárias, operar internamente e oferecer soluções e confortos para os hóspedes.

Um check-in ágil e sem complicações é uma ótima ferramenta para potencializar a positividade da experiência de consumo e auxiliar na felicidade dos hóspedes. Isso pode resultar em mais fidelidade e melhores resultados, tanto nas avaliações dos clientes quanto nos resultados como um todo!



Fechar Menu