A Era Digital realmente mudou o mercado hoteleiro?

A Era Digital realmente mudou o mercado hoteleiro?

A tecnologia tem o poder de transformar processos e tarefas em diversas áreas. No mercado hoteleiro não é diferente. Veja como a Era Digital mudou a hotelaria!

Vivemos um momento de altas transformações tecnológicas. A curva da inovação está cada vez mais íngreme, a cada ano, mais e mais soluções digitais entram no mercado para modificar a forma como realizamos os mais diferentes processos. Desde mandar uma mensagem até mobiliar a casa ou fechar um pacote de viagens.

Quem tem mais de 30 anos com certeza se lembra dos primeiros passos da computação e das tecnologias digitais em nossa sociedade. Ela chegou e, aos poucos, passou a revolucionar tudo o que toca. A tecnologia tem sim o poder transformador, não apenas por apresentar uma inovação, mas por ser capaz de modificar, do dia para a noite, a forma como executamos tarefas do cotidiano pessoal e também profissional.

O que ainda não foi modificado pela Era Digital?

Basicamente tudo o que conhecemos e fazemos hoje tem um quê de tecnologia, mesmo que seja de forma adjacente, como um aplicativo de receitas para cozinhar ou que ensina a fazer os acordes do violão.

O mercado hoteleiro, é claro, não ficou fora dessa revolução. Rapidamente, empresas desenvolvedoras de sistemas e ferramentas digitais enxergaram no setor de hospitalidade um nicho carente de melhorias e com alto potencial de transformação tecnológica.

Desta forma, foram surgindo inovações que alteraram a rotina dos hotéis e seus colaboradores, deixando tudo mais inteligente, automatizado e eficaz.  Conheça algumas inovações que comprovam a transformação que a Era Digital trouxe ao mercado hoteleiro!

Transformação no mercado hoteleiro: Dados, inteligência e assertividade de negócios

Já ouviu falar em Big Data? Na TI, o termo é referente ao conjunto de dados que são gerados e armazenados em um volume gigantesco, e que podem ser utilizados para observar processos e comportamentos.

Na hotelaria são gerados muitos dados de clientes, desde informações básicas até questões socioeconômicas, como escolaridade, renda e situação civil. Todos esses dados captados servem para traçar um perfil dos consumidores e detectar comportamentos de consumo e preferências. Isso auxilia na melhoria dos serviços e na criação de ofertas e preços adequados ao público alvo.

A possibilidade de digitalizar e compilar esses dados foi a grande transformação. Quando os dados ficavam contidos nas fichas de registro e cadastros de papel, dificilmente os colaboradores tinham tempo para olhar uma por uma, organizar as informações e depois juntá-las. Atualmente, sistemas como CRMs e PMSs fazem esse trabalho de forma automatizada, sem a necessidade de nenhum esforço humano.

O trabalho dos profissionais ficou reduzido à análise e interpretação das informações compiladas pela máquina. Uma revolução e tanto, ainda mais em um mercado no qual os clientes sempre foram exigentes e com altas expectativas sobre o serviço. Os dados trouxeram mais assertividade para impactar os clientes, tanto na hora da compra quanto no momento de curtir a experiência dentro do hotel.

Otimização de processos

No mercado hoteleiro, processo é tudo. A perfeita sincronia entre os setores e serviços é fundamental para a excelência do atendimento aos clientes. Um hotel que não estabelece seus processos de forma inteligente, perde a oportunidade de crescer encantando seus hóspedes e fazendo deles consumidores fidelizados e capazes de propagar a marca.

A importância do estabelecimento de processos fez do mercado hoteleiro um dos setores que mais sente os impactos da transformação digital, principalmente no que diz respeito à organização do trabalho.

Setores como reservas, governança, alimentos e bebidas e recepção ganharam poderosas ferramentas digitais, que surgiram para automatizar processos, facilitar a comunicação entre equipes e coordenar tarefas.

PMSs, Channel Managers e motores de reservas são 3 ótimos exemplos. Todas essas ferramentas são integradas e facilitam a distribuição das reservas nos canais de venda, controle de allotment e vendas online.

Além da facilitar muito o trabalho da equipe de reservas, os sistemas colhem os dados e fazem a compilação deles, permitindo a análise precisa dos resultados (que pode ganhar ainda mais precisão com o uso de um sistema de Business Intelligence).

Mas não é apenas as reservas que ganharam melhorias com a Era Digital. O controle de consumo e o da governança são outros exemplos. Existem até algumas inovações mais novas e que estão conquistando o mercado hoteleiro pela sua praticidade, como é o caso do check-in online.

O poder das mídias sociais e da comunicação digital

O Brasil é o maior usuário de redes sociais da América Latina.  Somos também um dos povos que passa mais tempo conectados na web todos os dias.

O alto consumo de conteúdos na internet justificou o movimento de migração massiva da comunicação das empresas para a rede. Online, tudo fica mais rápido, simples e acessível, por isso a opção pela internet como uma das principais plataformas de comunicação se tornou uma escolha lógica.

Atualmente, o mercado hoteleiro investe altas cifras em publicidade digital e produção de conteúdo, e o motivo para este comportamento é a eficiência dessas estratégias. O inbound marketing se tornou um aliado importante na condução das empresas no oceano da internet rumo aos bons resultados.

A criação de uma comunicação interessante, participativa e atraente faz toda a diferença para a construção de uma boa presença digital. Por isso, muitos hotéis fazem parcerias com agências digitais e especialistas no ramo para desenvolver sua estratégia de mídias sociais e marketing digital.

Tudo com foco em otimizar a experiência do cliente e iniciar o processo de captação e fidelização dos consumidores antes mesmo do fechamento do negócio.

Junto com a melhoria da visibilidade do hotel, as redes sociais permitem um novo tipo de atendimento ao cliente, menos burocrático e mais humanizado, perfeito para um setor que lida com o divertimento e lazer das pessoas.

Mudou ou não mudou?

Se você está na faixa dos 30 anos ou menos, todo esse processo de transformação digital pode parecer mais natural. Afinal, você é um contemporâneo da tecnologia e acompanhou as mudanças dentro de casa até o momento em que se tornou um profissional.

Já quem tem 40 anos ou mais sabe o quanto a tecnologia tem um impacto enorme na forma como transforma as atividades que fazemos, tanto no trabalho quanto fora dele.

Aqueles que estão no mercado hoteleiro há muitos anos se lembram de como os antigos processos (principalmente aqueles que receberam grandes ferramentas digitais) eram demorados e passíveis de erro.

A chegada da tecnologia deu tranquilidade para certas tarefas, e permitiu que tempo útil fosse utilizado com demandas mais importantes e estratégicas.

A Era Digital não vai começar. Ela já começou e está se intensificando, e cabe aos hotéis se municiar para enfrentar os novos desafios e as mudanças no mercado!



Fechar Menu