Como gerir o restaurante do hotel de forma ágil e eficiente

Como gerir o restaurante do hotel de forma ágil e eficiente

O setor de alimentos e bebidas é um fator essencial para uma boa experiência dos clientes. Veja 5 dicas de como gerir o restaurante do hotel de forma eficaz!

Quando falamos de eficiência em gestão hoteleira, o primeiro pensamento de muita gente é relacionado com alguns setores-chaves, como reservas, governança e administrativo.

Sem dúvidas, essas áreas, além de fundamentais para os processos do hotel, são o foco de muitas teorias de otimização administrativa e de ferramentas digitais, que ampliam ainda mais o poder analítico e estratégico do gerenciamento.

O fato é que gestão estratégica não precisa só ficar no balcão de reservas e na sala da gerência. Ela pode ser adaptada e interpretada para se aplicar a outros setores da hotelaria, como o de Alimentos e Bebidas.

A gestão do restaurante do hotel é algo tão importante quanto a gestão de reservas ou da governança. Os consumidores sempre esperam muita qualidade e oferta de bons produtos no restaurante, isso sem falar na rapidez e qualidade de atendimento.

Alcançar um patamar de excelência no restaurante do hotel não é algo tão simples assim, e muitas vezes é demandado esforço e uma mudança no mindset da equipe.

Quer saber mais sobre como gerir o restaurante do hotel de forma ágil e eficiente? Então confira nossas dicas a seguir!

5 dicas para gerir o restaurante do hotel de forma eficiente

1. Estabeleça processos

Nada funciona em uma cozinha sem processos. Desde o pré-preparo até a hora do serviço, tudo precisa estar bem desenhado. Cada profissional precisa entender sua posição dentro daquele organismo e quais as funções que precisa desempenhar para que o mecanismo gire sem ruídos.

Se a gestão do restaurante do hotel não for feita com base em processos bem alinhados, há grandes chances do serviço se tornar confuso, ainda mais em dias de grande movimento.

2. A qualidade do restaurante deve ser melhor ou igual aos demais serviços

Alguns hotéis pensam o fato de possuírem bons quartos, uma localização favorável e um preço acessível é suficiente para ter clientes. A hotelaria é um universo multifacetado, isso significa que todos os serviços impactam para a percepção do cliente sobre a qualidade.

A experiência positiva pode ser arruinada com um simples prato de comida mal temperado. Sim, a exigência dos clientes está cada vez maior, e isso não significa que eles se tornaram mais “chatos”, mas sim que o hotel precisa estar atento a todos os seus serviços para que a trajetória do cliente seja a melhor possível.

Sendo assim, um hotel não pode descuidar da gestão do seu restaurante. Ele precisa apresentar uma qualidade tão boa quanto dos demais serviços, se possível, deve ser ainda melhor, uma vez que a maioria dos clientes gosta de usufruir dos serviços de alimentação inclusos no pacote adquirido por eles.

3. Tenha a tecnologia como aliada

Aqui no blog, nós já abordamos em diversas oportunidade o assunto tecnologia e gestão hoteleira. A razão para sempre tocarmos neste assunto é uma só: a tecnologia otimiza a administração de empreendimentos hoteleiros e potencializa os resultados.

Adotar ferramentas digitais na gestão do restaurante do hotel é algo bastante indicado para os hotéis e pousadas que demanda agilidade e precisão nos resultados e no controle financeiro.

4. Treinamento é fundamental para melhorar o serviço

Quando um hotel resolve que está na hora de melhorar a gestão do restaurante, não basta apenas mudar os processos e inserir ferramentas. É necessário mudar o mindset dos colaboradores e qualificar ainda mais o trabalho deles.

A melhor forma de colher esses dois objetivos é por meio de treinamentos. A gerência deve estabelecer sistemas e métodos de treinamento e estimular a participação de todos. Conforme o trabalho é alinhado com processos mais eficientes e recebe melhorias vindas de treinamentos, crescem as chances das operações do restaurante serem bem sucedidas.

5. Análise diária ajuda a reduzir custos e evitar prejuízos

Para gerir o restaurante do hotel de forma eficiente, a equipe precisa ficar de olho nos números. Restaurantes podem produzir ótimos índices de faturamento, mas também demandam muitas despesas com suprimentos, equipe e infraestrutura.

Se o restaurante não dá lucro, ele pode até não atrapalhar os resultados, mas também não contribui para eles. O restaurante deve ser encarado como uma área lucrativa e, para isso, é preciso analisar seus números.

Fazer uma análise de gastos e faturamentos diariamente permite que a equipe analise bem o desempenho do restaurante e faça correções para reduzir os custos e melhorar o lucros.

Tudo isso fica mais simples e preciso quando feito com o auxílio da tecnologia. Por isso, não se esqueça do que falamos lá na dica nº3: A tecnologia é um grande parceiro, principalmente no que diz respeito à fazer análises, compilar resultados, emitir relatórios e auxiliar na tomada de decisões.

 

Gostou das nossas dicas? Então, não deixe de navegar pelo nosso blog para conhecer mais sobre o universo da gestão hoteleira e as dicas e tendências que estão impactando esse mercado!



Fechar Menu