Hotel inteligente: 4 dicas para inovar seu empreendimento

Hotel inteligente: 4 dicas para inovar seu empreendimento

A busca pela inovação é o objetivo de diversos grandes negócios no mercado hoteleiro. Os empreendimentos querem trazer novidades tecnológicas, capazes de transformá-los em hotéis inteligentes.

Essa busca pela combinação entre inovação e tecnologia faz parte de um contexto global de negócios. Não só o setor hoteleiro está encontrando na tecnologia seu braço direito para revisitar processos, otimizar e relação com os clientes e aumentar a produtividade e os bons resultados. 

Outros segmentos, como a saúde e indústrias, também apostam no uso cada vez mais intenso de soluções tecnológicas.

Isso é uma demanda de mercado para atender um público que se interessa cada vez mais por tecnologia e que enxerga no uso dela um diferencial importante, capaz de atuar em prol da fidelização e da experiência positiva de consumo. 

No texto de hoje, vamos apresentar 4 dicas para inovar seu empreendimento e trazê-lo para a realidade dos hotéis inteligentes, que estão cada vez mais preparados para impactar seus hóspedes e dar um boom nos resultados. Boa leitura!

4 dicas para transformar seu negócio em um hotel inteligente

1. Utilização de I.A para coleta de dados

Os dispositivos dotados de inteligência artificial e internet das coisas estão se tornando bem populares na hotelaria.

Alguns hotéis inteligentes (principalmente nos Estados Unidos, Japão e Europa) estão utilizando assistente virtuais (como o Google Home e Amazon Alexa) para captar dados de comportamento de seus clientes, com finalidade de entender quais são as atividades e hábitos das pessoas.

O foco aqui é compreensão para otimização, ou seja, entender os hábitos e preferências dos hóspedes, gerar dados sobre isso e utilizar esses dados para traçar estratégias de captação, retenção, marketing e comunicação corporativa.

2. Tecnologias de comando de voz

Por falar em inteligência artificial e assistentes digitais, é impossível não falar sobre os sistemas dotados de comando de voz. O uso da voz para acionar dispositivos eletrônicos já é uma realidade nos smartphones. Agora, está chegando a vez de outros aparelhos.

O mercado de tecnologia está inovando e aplicando o uso dos comandos de voz em aparelhos muito comuns na hotelaria, como Smart TVs, notebooks, centrais de ar-condicionado, chuveiros e até cafeteiras.

A combinação de Internet da Coisas e comando de voz é muito versátil e se prova cada vez mais útil para a construção de novos dispositivos inteligentes. Portanto, é fundamental saber que o uso dos comandos de voz é uma das inovações que devem ganhar cada vez mais peso na indústria hoteleira.

3. Uso de tecnologias mobile para entrada e saída de hóspedes

Uma das promessas que a tecnologia faz às empresas é sobre a modificação de processos que afastam clientes ou geram gargalos produtivos. Na hotelaria, o serviço de recepção é constantemente apontado como uma dor comum do setor.

Em muitos casos, até os profissionais mais competentes sofrem com o excesso de tarefas na recepção. É aqui que a tecnologia entra em cena e apresenta uma inovação capaz de fazer uma grande diferença operacional. 

O sistema para check-in e check-out mobile dá mais agilidade e conforto para o processo de entrada e saída. 

O cliente e o hotel saem ganhando com a inovação, que permite aos hóspedes evitar as filas na entrada e adiantar seu check-in, e a equipe de recepção com a redução de pessoas na frente do balcão necessitando de auxílio.

4. Tecnologias para setor de alimentos & bebidas

O setor de alimentos e bebidas podem se beneficiar com o uso de novas tecnologias, tanto para as operações de cozinha quanto para tarefas que envolvem os hóspedes, como controle do consumo.

Sistemas de comanda digital surgiram para deixar tudo mais simples. Os valores são lançados automaticamente na fatura do cliente e não há nenhuma necessidade de assinar recibos ou pagar na hora. 

Mais conforto para o hóspede e menos trabalho para a equipe do salão, que não precisa ficar carregando máquinas de cartão nem carregar o dinheiro.

Dados também são ótimos parceiros do A&B. Com uma compilação de informações sobre refeições, pratos escolhidos e horários com maior frequência de hóspedes, o hotel pode propor ações convidativas, como festivais gastronômicos e menus alternativos. 

Tecnologia em prol da experiência do cliente e facilidade administrativa, isso é o foco de hotéis inteligentes. Ir contra essa corrente tecnológica é um retrocesso e vai acarretar na redução dos resultados.

Portanto, não deixe de refletir sobre os investimentos em tecnologias e os impactos positivos que eles acarretam.

Gostou de saber mais sobre como ter um hotel inteligente? Leia mais textos sobre gestão hoteleira e tecnologia no nosso blog!

Deixe uma resposta

Fechar Menu