Indicadores de performance do hotel: saiba quais você deve acompanhar

Indicadores de performance do hotel: saiba quais você deve acompanhar

Toda empresa em atividade pretende obter bons resultados. E só há um jeito de definir o conceito de “bom resultado”, que é analisando o desempenho, mensurando cada uma das atividades e o seu retorno.

O setor hoteleiro é cheio de métricas. Existem indicadores de performance em todas as áreas: marketing, ocupação, reservas, finanças etc. Eles são bem importantes para os gestores hoteleiros, afinal, são os famosos Key Performance Indicators (KPIs) da indústria de hospitalidade.

Você sabe quais são esses indicadores de performance? Consegue distinguir dentre todas as métricas que orbitam o universo da hotelaria quais são aquelas que realmente importam? Se a sua resposta foi não, chegou a sua oportunidade.

Boa leitura!

Conheça os 8 principais indicadores de performance do hotel

1. Taxa de ocupação

Um dos mais simples e mais importantes indicadores de performance da hotelaria é a taxa de ocupação. Como o nome já diz, ela calcula a porcentagem de quartos ocupados neste instante. 

Para obter esse dado, basta dividir a quantidade de quartos reservados pela número total de habitações. A taxa de ocupação é uma métrica importante e que pode ser somada dia após dia para gerar números médios mensais e anuais. 

2. Receita gerada por reserva (MCPB)

Este indicador de performance serve para analisar o desempenho dos canais de venda, apontando quais vendem bem e quais estão com baixo custo-benefício. 

Para descobrir o MCPB, a gerência precisa dividir o valor gasto com o canal de vendas e dividir pelo número de reservas que ele gerou. Só não se esqueça que os canais mais baratos nem sempre geram os melhores resultados. Por isso, é preciso estratégia antes de decidir pelo corte de um canal de venda.

3. Receita por quarto disponível (RevPar)

O RevPar é um índice que permite ao hotel compreender qual a lucratividade de suas habitações, ou seja, qual a média da receita gerada por eles. 

O cálculo do RevPar é feito da seguinte maneira: divida a receita gerada pelas diárias durante um determinado período e divida pelo número de quartos disponíveis no hotel.

4. Receita total por quarto disponível (TRevPar)

A receita total por quarto disponível auxilia os gestores a enxergar o desempenho do hotel em geral. A diferença entre o RevPar e o TRevPar é que o segundo considera não só as receitas de ocupação, mas de qualquer outro setor lucrativo do hotel, tais como restaurante, spa, serviço de transporte etc. 

O índice é o resultado da divisão do total de receitas geradas pelo hotel em um determinado período pelo número de quartos disponíveis. 

5. Custo de aquisição do cliente (CAC)

O CAC é um índice muito utilizado pelo setor de marketing para mensurar qual é a média de investimentos feitos por um negócio para adquirir novos clientes. Esse índice ajuda a compreender quais ações possuem mais resultados e menores custos para cada novo cliente garantido por meio delas. 

Para realizar o cálculo, some os investimentos feitos e marketing e vendas em um determinado período e divida pelo total de novos clientes adquiridos. 

6. Índice de comparação com a concorrência (MPI)

O MPI é uma métrica útil para comparar quantos hóspedes escolheram ficar em seu hotel e não nos seus concorrentes. Esse indicador de performance é muito importante para os responsáveis por Business Intelligence entenderem como o hotel está absorvendo as clientela do mercado local. 

O cálculo leva em consideração a ocupação do seu hotel e a ocupação do mercado, ao dividir um pelo outro se obtém o MPI 

7. Taxa média diária (ADR)

Essa métrica permite analisar a diária média paga por quarto durante um período determinado. Ela é essencial para analisar a lucratividade do seu negócio e orientar as melhores estratégias de venda.

Para calcular, basta dividir a receita total gerada com diárias durante um período pelo número de diárias vendida neste intervalo. A ADR também pode fazer parte do cálculo do RevPar. 

NOTA IMPORTANTE: Existem hotéis que preferem fazer o cálculo dividindo a receita média por noite pelo total de quartos. Porém, é possível calcular o RevPar ao multiplicar a ADR pela taxa de ocupação. 

8. Índice de satisfação dos hóspedes

Para conseguir esse indicador de performance será necessário criar uma pesquisa de satisfação. Por meio dela, é possível ter noção da experiência de hospedagem e quais são os pontos a melhorar.

Aqui não existe regra definida. Contudo, para facilitar, insira uma pergunta sobre a satisfação geral com a hospedagem e peça uma nota de zero a dez. Contabilize os resultados e divida pela quantidade de respostas para descobrir a média de satisfação dos clientes. 

Essas são algumas das métricas mais importantes da hotelaria. Existem muitas outras que são úteis e agregam ainda mais detalhes e precisão para suas análises de desempenho. 

Contudo, essas são aquelas que todo hotel deve colocar em prática para conseguir o mínimo de controle sobre sua performance e capacidade de oferecer uma boa hospedagem aos hóspedes. 

Você sempre pode contar com a tecnologia e os sistemas inteligentes de gestão hoteleira para dar mais precisão e controle sobre essas métricas. Nada de ficar calculando com base em planilhas e contas manuais. É possível deixar tudo sob a responsabilidade da inteligência artificial e se preocupar somente com as ações para gerar resultados, e não com contas repetitivas para analisar métricas.

Quer conhecer uma dessas ferramentas que calculam suas métricas com tranquilidade? Então, venha descobrir mais sobre PMS Alpha e suas funcionalidades para a gestão hoteleira!

Deixe uma resposta

Fechar Menu