fbpx
You are currently viewing Hotel do futuro: como a robótica afetará o dia a dia da hotelaria

Hotel do futuro: como a robótica afetará o dia a dia da hotelaria

Você já imaginou a robótica na hotelaria? Não somente um robô que realiza funções, mas uma inteligência artificial que melhore resultados dos hotéis do futuro!

A possibilidade de contar com ferramentas de alta tecnologia para facilitar o trabalho dos colaboradores já é uma realidade em muitos nichos de mercado. Os avanços tecnológicos permitiram produções mais rápidas, processos mais inteligentes e ações mais eficazes para as empresas.

Sem dúvida, são pouquíssimos os segmentos profissionais que não sofreram alterações e melhorias com a evolução da tecnologia. E em alguns casos é possível contar com algo que sempre habitou o imaginário dos seres humanos: os robôs.

Sim, a robótica está entre nós! Em indústrias, como as automotivas, eles nem são considerados mais uma novidade, mas sim uma realidade já estabelecida. E mudaram totalmente a forma de estrutura a linha de montagem.

Além das montadoras, outros setores estão otimizando seu trabalho com robôs. Até mesmo a medicina está se valendo da robótica para efetuar cirurgias mais precisas e menos invasivas.

Resumindo: os robôs chegaram para ficar e têm como premissa gerar uma transformação de valor na forma como as empresas e indústrias trabalham e desenham seus processos.

Mas, e a hotelaria? O que tem a ver com tudo isso? Muita coisa! Existem diversos protótipos de utilização da robótica para trazer benefícios ao mercado de hospitalidade.

Confira como será os hotéis do futuro e como a robótica pretende modificar o cotidiano do setor!

Hotel do futuro: Como a robótica se aplica no setor?

Antes de mais nada, é importante quebrar com o estereótipo de robô. Esqueça dos humanóides do cinema e da cultura popular, eles não precisam ser assim para operar em uma empresa.

A inteligência artificial pode ser inserida em um sistema de gerenciamento, em um software de atendimento digital e, sim, na forma de dispositivos robóticos. Contudo, é mais comum presenciar a inteligência robótica sem que haja uma infraestrutura que dê um “corpo” ao sistema.

Veja abaixo as principais aplicações:

Recepção

Uma das tendências mais plausíveis da hotelaria do futuro é a adoção da recepção automatizada, sem a necessidade de um profissional para preencher cadastros, liberar as diárias e entregar chaves.

A ideia de automatizar o check-in e o check-out segue a principal motivação da aplicação da robótica nas empresas: ampliar a qualidade da experiência do cliente e reduzir custos operacionais.

Gerenciamento de energia

Hotéis gastam muitos quilowatts de energia mensalmente, o que significa altas contas a pagar. O gasto é tão grande que se torna comum encontrar empreendimentos que fecham andares inteiros durante a baixa temporada para economizar energia elétrica.

Diante desse desperdício, um dos problemas mais comuns no setor, empreendedores do mercado da mecatrônica e da robótica estão desenvolvendo sistemas inteligentes que monitoram o consumo e otimizam o uso da energia elétrica. Eles são capazes, inclusive, de enviar comandos para ligar e desligar aparelhos e luzes do hotel.

Atendimento digital

Chatbots. Eles já são discutidos, aplicados e otimizados há algum tempo. Contudo, seu uso na hotelaria, principalmente no Brasil, ainda é algo bastante recente. Apesar do conservadorismo do mercado nacional, os chatbots apresentam excelentes resultados para otimizar o atendimento em canais digitais, como redes sociais, whatsapp e até mesmo pelo site do hotel.

A grande sacada dos bots é a naturalidade do discurso aplicado e a grande quantidade de “caminhos” que o atendimento pode seguir, de acordo com a interação com as pessoas. Em alguns casos, eles são tão eficientes que o cliente sequer nota que a comunicação é automatizada.

Os chatbots apresentam a automação de um serviço cansativo, o atendimento, e a capacidade de gerar e compilar dados sobre este processo. Esses dados são de muita utilidade para mensurar a qualidade da experiência dos hóspedes.

Serviço de quarto

Apesar de falarmos sobre a aplicação mais “pé no chão” da robótica, não podemos nos esquecer que estamos falando sobre a hotelaria do futuro e é impossível medir até onde as novidades podem chegar.

Uma das tendências discutidas em feiras é o uso de robôs articulados para efetuar entregas de room service ou qualquer outra demanda do hóspede. Isso evita que haja a necessidade de deslocar um profissional da recepção ou de outra área para executar essa tarefa.

O projeto ainda é bastante utópico e de aplicação custosa. Contudo, é inegável que o uso de um robô para efetuar o serviço de quarto é uma grande mudança na experiência do cliente e agrega muito valor aos serviços do hotel.

Governança

A governança, uma das áreas mais tradicionais da hotelaria, passou por modernizações e ganhou o reforço de tecnologias inteligentes, capazes de alterar a rotina dos profissionais do setor para melhor.

Dentre os “sonhos” da hotelaria do futuro está o uso de robôs complexos, bem articulados e cheios de recursos. Eles seriam capazes de executar a limpeza e arrumação dos quartos ou, ao menos, auxiliar os profissionais para que essa tarefa seja feita com mais rapidez e precisão.

 

A hotelaria do futuro caminha rumo à uma convergência cada vez maior entre máquinas e pessoas. Automatizar tarefas e reduzir custos é o objetivo da tecnologia, enquanto os colaboradores mantêm o foco no bom atendimento, na qualidade de seu trabalho e postura profissional. Tudo visando a experiência positiva dos clientes e a melhoria dos resultados corporativos.

Deu para ter uma ideia de como a robótica e a inteligência artificial podem revolucionar os hotéis do futuro? Leia mais conteúdos como esse no nosso blog e fique por dentro das tendências e informações sobre hotelaria!