fbpx
O que é mobile first e por que utilizá-lo na hotelaria?

O que é mobile first e por que utilizá-lo na hotelaria?

Existem mais celulares ativos do que habitantes no Brasil. Saiba o que é mobile first e como esse conceito é essencial para aumentar as vendas do seu hotel!

Atualmente, grande parte das inovações tecnológicas que são apresentadas às pessoas e empresas giram em torno de celulares e smartphones.

Trata-se de um fenômeno que faz muito sentido, afinal, podemos perceber a cada dia o aumento no uso de dispositivos móveis na sociedade. Segundo algumas projeções e pesquisas, a estimativa é que haja 2.87 bilhões de smartphones no mundo até 2020.

Diante desse cenário, fica evidente que o esforço das empresas para lançar tecnologia móvel não é em vão. Na verdade, o movimento mais intenso dentro das indústrias inovadoras é o mobile first. Trata-se de uma filosofia que guia a inovação, sempre tendo como principal foco os dispositivos móveis e a capacidade dessa ferramenta.

Tanto as inovações focadas em pessoas (jogos, apps e ferramentas), quanto as focadas nos processos corporativos (sistemas de gestão, CRM, etc) tendem a apresentar uma versão mobile, sendo que, em muitos casos, esse é o principal produto.

Mesmo que os computadores ainda sejam utilizados em larga escala e sejam sinônimo de workstation, os dispositivos móveis estão ganhando os holofotes, inclusive no setor de hospitalidade.

Para que você fique ainda mais antenado neste assunto, separamos algumas informações sobre o que é a filosofia mobile first e como ela impacta a hotelaria.

Continue a leitura e saiba mais!

O que é mobile first?

Tecnicamente, projetos com foco em mobile invertem a lógica da produção de tecnologias, que, até alguns anos atrás, eram desenvolvidas para desktop (computadores tradicionais) e adaptados para os dispositivos móveis.

Essa mudança de perspectiva não ocorre por capricho dos desenvolvedores, mas sim para acompanhar a lógica e a dinâmica das empresas e do mercado, que estão cada vez mais conectados e prezando pela mobilidade.

O uso de tecnologias como o cloud computing (o uso da nuvem como plataforma de desenvolvimento e infraestrutura para sistemas inteligentes e outras soluções digitais) está fomentando essas mudanças. Ele permite a conexão remota às ferramentas, permitindo mais dinâmica e segurança para as informações.

O desenvolvimento de websites também foi bastante impactado pelos conceitos de mobile first. Isso ocorreu principalmente porque , em 2015, o Google começou a ranquear as páginas em seu motor de busca seguindo premissas da visualização em telas de dispositivos móveis.

Resumindo: quem não se preocupar com o desenvolvimento de sites responsivos, vai ficar para trás quando for buscado pelos usuários no sistema da “Big G”.

Porque a hotelaria deve pensar em mobile first?

Além de ser uma mudança de perspectiva tecnológica que chegou para ficar, existem outras razões pelas quais a hotelaria precisa pensar mobile first. São elas:

1. As vendas mobile não param de crescer

Por fim, vamos falar puramente de resultados financeiros. De acordo com o Relatório Webshoppers, um dos mais importantes estudos do varejo brasileiro, as vendas mobile já representam 48% do movimento dos e-commerces no em nosso país.

De acordo com análise da Criteo realizada no ano passado, cerca de 40% das reservas feitas pela internet foram concebidas com o uso de dispositivos móveis. Trata-se de um número de alta expressão para o mercado, capaz de ligar um gigantesco sinal de alerta para os empreendimentos hoteleiros que ainda não se adaptaram às novas tecnologias.

Dentre as reservas de última hora, o mobile é responsável por 80%. Ou seja, vender mais e melhor depende muito da capacidade de se fazer presente nas plataformas móveis.

2. Experiência do cliente

A experiência de um cliente com o hotel não começa no momento do check-in, mas muito antes, lá no momento em que a pessoa entra em contato com o seu site ou motor de vendas e inicia a pesquisa das diárias.

Quando o hotel possui um sistema de vendas compatível com dispositivos móveis, o cliente pode fazer sua pesquisa sem precisar de um computador. Isso gera liberdade para se movimentar e continuar fazendo suas tarefas, como pesquisar diárias.

Hotéis que fornecem uma ferramenta para compra em dispositivos móveis aumentam suas chances de fechar negócio e ainda otimizam a experiência do cliente em relação às facilidades oferecidas pelo hotel.

3. Dinamicidade nas vendas

Permitir que os usuários façam suas compras pela plataforma que acharem mais adequada é uma tendência do mercado. O novo comportamento de consumo, que coloca o cliente como centro das relações e dá a ele mais poder de escolha e controle, se encaixa muito bem num contexto de maior liberdade de plataformas.

Isso significa que tornar suas vendas mais dinâmicas e acessíveis em qualquer dispositivo vai otimizar os resultados e garante melhoria da experiência de consumo do cliente.

 

E aí, deu para entender o que é mobile first? A capacidade de conexão e mobilidade trazida pelos dispositivos móveis mudou muita coisa em nossa sociedade, inclusive nos hábitos e formas de consumo de inúmeros produtos, desde pizzas até transporte.

Por isso, é fundamental estar alinhado com as mudanças do mercado e se preparar para atender os clientes de acordo com as expectativas criadas devido ao desenvolvimento tecnológico.

Pensar mobile first não é mais um diferencial, mas sim uma necessidade para sobreviver em um segmento de negócios de alta competitividade e com padrões de excelência elevados.

Traga seu hotel para o universo das tecnologias e soluções digitais e surpreenda-se com as mudanças que elas podem trazer desde a recepção, passando pela governança, controle de comandas, check-in digital e muito mais!



Fechar Menu